Feudalismo

Share

Após um longo processo de ruralização da Europa ocidental, os francos, “ex-bárbaros” tornarem-se os maiores defensores da Igreja Católica, os colonos viraram servos, Carlos Magno criou os cargos de nobreza… depois dos problemas que ocorreram com a morte de Carlos Magno a civilização europeia precisava de um novo modelo político e administrativo, no meio dessa bagunça, formou-se o feudalismo.

sociedade feudalDurante a transição para essa forma de governo a Europa foi seriamente atacada por povos vikings, árabes e húngaros. Os três reis do que antes era o império carolíngio pediram auxílio para os nobres os protegerem dessa ameaça e em troca lhes deram o feudo. Com o feudo o poder passou para as mãos dessa nobreza que agora comandava praticamente sozinha as regiões onde residiam. A palavra feudo, é comumente usada para designar o castelo onde os nobres residem, mas mais que isso,  palavra feudo representa bem de importância ou simplesmente o ato de poder cobrar impostos.

Uma vez com o feudo em seu poder, o nobre que comandava o feudo ganhava o direito de comandar a população que ali vivia e os fazia seus vassalos. Era o comitatus, outro costume germânico, sendo aplicado. Por meio desse laço de dependência ele era o suserano, o cargo acima de todos na hierarquia da região, deveria prestar respeito somente ao suserano dele que era o rei, embora ele é quem se tornaria a real autoridade onde vivia com o passar dos tempos. Enquanto os colonos viravam vassalos dos nobres e trabalhavam para eles, os nobres adquiriram a responsabilidade de preservar a vida de seus servos e de suas terras lutando contra invasores.

Como havia citado anteriormente o feudalismo é chato de explicar, mas é fácil de mostrar. Todos os locais da Europa onde vemos filmes com cavaleiros e castelos possivelmente são filmes que ilustram o período do feudalismo, e todas essas histórias tem alguns pontos em comum:

  • Relações baseadas na dependência e fidelidade (os laços de vassalagem e obrigações entre suserano e vassalos)
  • O poder político descentralizado (agora o poder não estava centrado na figura do rei)
  • Predomínio do cristianismo (sim, a religião Católica era a única forte na região e estava presente em todos os feudos)
  • Produção econômica voltada para a subsistência (somente para sobreviver e manter a população, não se plantava pensando em comercializar excedentes ou trocar por dinheiro)

A economia feudal

A economia feudal funcionava com base em uma série de obrigações da parte do servo. Como o camponês era o responsável por cultivar a terra e a terra era a fonte da riqueza, todo o trabalho e o sustento do feudo passava nas mãos dos camponeses porém os lucros desse trabalho ficavam nas mãos dos nobres.

Dividida em três grandes áreas as terras do feudo cultivavam produtos como trigo, cevada, feijão, ervilha, uvas e dedicavam-se a atividades pastoris que incluíam criações de porcos, cavalos, bois e cabras. O nobre tinha uma grande porção de terra chamada de manso senhorial, o que fosse cultivado nessas terras pertencia ao nobre (obviamente essa terra era cultivada por um camponês). Além desse manso, encontramos também o manso servil, local onde o que fosse cultivado era utilizado pelo camponês. Por fim, as terras comunais, compostas principalmente por pastagens e florestas usados por todos os habitantes do feudo.

Vendo dessa forma, o feudo era uma grande unidade produtiva e autossustentável pois produzia tudo o que necessitava. Embora utilizassem ferramentas rudimentares para a realização dos trabalho, praticamente tudo poderia ser obtido no feudo. O comércio existia praticamente para escambo (troca de um produto por outro). Existia dinheiro mas esse era  cunhado no próprio feudo, o que complicava o comércio entre os feudos.

A sociedade feudal

Mapa da sociedade feudal e seus "trabalhos" (clique para ampliar)
Mapa da sociedade feudal e seus “trabalhos” (clique para ampliar)

O nascimento era quem definia a classe social do indivíduo, ao contrário da nossa sociedade capitalista onde por meio de acumulação de dinheiro o indivíduo pode mudar de classe, a única mudança de classe permitida na sociedade feudal era para aqueles que desejavam fazer parte da igreja. Dessa forma, a sociedade feudal pode ser dividida em três grupos:

A)     A nobreza: erre era o grupo formado pelos reis, duques, marqueses, condes e barões. Eram eles quem administravam os feudos, eram donos das terras e deviam protege-las em tempos de guerra. Aquele que possuísse um feudo era chamado de Senhor Feudal.  Assim, a nobreza fazia valer seu monopólio (direito de uso exclusivo sobre uma atividade) sobre a terra, como a terra “era deles” os camponeses deveriam doar a maior parte da produção para os donos da terra, porém, os donos da terra deveriam defendê-los. Como os nobres não “trabalhavam”, eles viviam do ócio, da guerra e promoviam festas, caçadas e torneios de laça o espada para divertir-se e obter lucros.

B)      O Clero: O clero é a classe da Igreja. Ele era formado pelo papa, cardeais, bispos, abades, monges e padres. O clero era composto de pessoas que vinham das classes nobres e das classes menos favorecidas. Os provenientes de classes nobres compunham a maioria do grupo, eram donos e erras e ocupavam os cargos mais altos. Em termos de riquezas, a igreja era a instituição mas poderosa da Europa pois era dona de 1/3 das  terras em uma época onde  terra era riqueza.

C)      Os camponeses: Compunham o grupo mais numeroso da sociedade feudal. A maior parte deles eram de agricultores, chamados de servos da gleba. O servo, era chamado dessa forma pois a maioria deles era preso a terra, assim como seus filhos, todos nasciam e viviam presos ao feudo onde moravam. Cabe destacar que apesar de em sua maioria não ter liberdade para ir embora do feudo (embora poucos fossem livres), o servo não era um escravo, não podendo ser vendido, trocado ou punido pelo senhor feudal. Trabalhavam com suas próprias ferramentas, recebia m proteção e tinham uma série de obrigações para com os nobres. As mais simples dessas obrigações eram a corvéia (obrigação de trabalhar de graça para o senhor em alguns dias da semana em construções de pontes, aberturas de estradas, etc) e  a talha (obrigação de entregar ao senhor parte da produção do seu lote reservado ao seu uso).

Por fim, cabe destacar que o feudalismo é o modelo político que existiu em parte da Europa durante a idade média. Ele existiu principalmente em regiões da França e da Alemanha, em áreas como na Itália e na Espanha o feudalismo ocorreu de forma diferentes e em outros lugares ele começou mais cedo, terminando em tempos diferentes também.

Share